Dr. Teuto

Blog

Blog


23/05/2022 Notícias

Uso da inteligência artificial como aliada na triagem hospitalar

Os primeiros momentos dentro do hospital são essenciais para o bom andamento do atendimento. Entenda como a inteligência artificial pode ser uma aliada na eficácia da triagem.

Uso da inteligência artificial como aliada na triagem hospitalar

Para que a triagem hospitalar seja eficaz e assertiva na operação clínica, é preciso otimizar o cotidiano dos profissionais da equipe e colocar o paciente no centro do cuidado.

Uma triagem hospitalar realizada corretamente é executada de forma assertiva e ágil. Para isso, é opcional, mas indicado, colocar em prática o Protocolo de Manchester, que consiste em priorizar o atendimento de casos urgentes, classificados de acordo com os sintomas e sinais que estão sendo apresentados pelos pacientes.

Quando feito da forma certa, os médicos conseguem ter uma noção do que o paciente tem e quais riscos ele corre até o momento do atendimento. Por exemplo, em casos de doenças cardiovasculares, como infartos ou AVC, o rápido diagnóstico é essencial para salvar a vida do enfermo. 

Porém nem sempre as queixas dos pacientes recebem a devida atenção. Em alguns casos, os pacientes citam os sintomas, apresentam um caso grave, mas são classificados como baixa prioridade. 

Esse atendimento inadequado impacta negativamente o tratamento e o prognóstico, deixando explícitas as falhas no processo da triagem hospitalar.

A Inteligência Artificial (IA) é uma ferramenta essencial no apoio à gestão das organizações de saúde, além de ser um importante meio de comunicação, dada a integração entre processos, pessoas e setores da organização.

A IA tem capacidade para auxiliar na operação clínica e tornar a triagem cada vez mais assertiva. 

O uso da IA evita uma abordagem lenta e inadequada, e torna menor o risco de um prognóstico equivocado para o paciente, diminuindo falhas no processo da triagem hospitalar.

A Inteligência Artificial garante à operação segurança médica, diagnóstico rápido, acesso fácil aos eletrocardiogramas realizados e com segura armazenagem de dados. 

No contexto das organizações hospitalares, que aumentam suas chances de salvar mais vidas, desenvolver e implementar um sistema de IA é considerado, também, um diferencial competitivo, além, é claro, de garantir maior segurança aos pacientes.

 

Fonte:

- https://medicinasa.com.br/ia-triagem-hospitalar/

Assuntos relacionados: Inteligência artificial