Dr. Teuto

Blog

Blog


22/11/2021 Notícias

Sabia que andar 7 mil passos por dia reduz a mortalidade?

Estudo aponta que a quantidade de passos diários e sua intensidade estão associadas à mortalidade prematura entre mulheres e homens de meia-idade.

Sabia que andar 7 mil passos por dia reduz a mortalidade?

Você sabia que a quantidade de passos diários e sua intensidade estão ligadas ao risco de mortalidade entre homens e mulheres de meia-idade?

A Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, realizou um estudo, após 10 anos de investigação, que concluiu que andar pelo menos 7 mil passos por dia reduz de 50% a 70% a mortalidade por todas as causas.

Muito recentemente descobriu-se que a caminhada possui um impacto positivo para a saúde, já que seus benefícios, com os passos mais lentos, podem ser tão bons ou melhores que os ligeiros.

Dar 7 mil passos diariamente é o mesmo que percorrer de 4 km a 5 km, a depender da altura da pessoa.

Apesar de a distância ser um pouco assustadora, vale lembrar que passos dados dentro de casa e em pequenos deslocamentos também são contabilizados.

O estudo

Um grupo de 2.110 adultos, com idades entre 38 e 50 anos, sendo 57,1% de mulheres e 42,1% de negros, foi acompanhado pelos pesquisadores por 10 anos.

Os participantes foram divididos em três perfis: os que davam menos de 7 mil passos por dia; os que andavam de 7 mil a 9.999 passos; e aqueles que davam mais de 10 mil passos.

O estudo tinha por objetivo observar a associação do ritmo diário com a mortalidade prematura, quando o óbito acontece antes dos 65 anos.

Desse modo, os pesquisadores descobriram que, independentemente do gênero ou etnia, pessoas que davam pelo menos 7 mil passos diariamente tinham de 50% a 70% menos risco de morrer prematuramente do que aqueles que não alcançaram essa marca. 

Além disso, constatou-se que ultrapassar 10 mil passos diariamente não apresentou uma redução adicional de risco de mortalidade em comparação com quem percorreu os 7 mil passos.

Outros estudos já apontavam que a atividade mais intensa melhora a saúde cardiovascular, porém a pesquisa apontou que a regularidade no exercício faz toda a diferença, é essencial.

A atividade física e sua frequência

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é recomendado praticar ao menos 150 minutos semanais de atividade física moderada, o que dá cerca de meia hora de exercício, cinco vezes por semana.

Nesse sentido, é possível ir aumentando a quantidade de passos dados diariamente com pequenas ações, como passar a fazer mais atividades a pé, ir à padaria ou ao mercado próximo, e usar a escada no lugar de elevadores.

Atualmente existem dispositivos, como o próprio smartphone, que contabilizam diariamente a quantidade de passos, até mesmo quando se está em casa.

Há até os aparelhos mais sofisticados que registram batimentos cardíacos e queima calórica.

Por ser uma atividade simples de ser incorporada no dia a dia e adaptável para todas as idades, os idosos, em especial, necessitam de ações como essa, que são extremamente vitais. Qualquer que seja a intensidade, a prática ajuda a proteger contra o Alzheimer e outros tipos de demência.

Por isso, damos como dica aproveitar o momento para andar em ambientes que tenham árvores, flores e ar puro, uma vez que isso contribui para a capacidade de atenção, concentração e bem-estar.

Sinta-se sempre bem-informado aqui em nosso blog! Trazemos as melhores notícias para tornar a sua vida ainda mais saudável.

 

Fonte:

- https://saude.abril.com.br/fitness/estudo-relaciona-habito-de-andar-7-mil-passos-diarios-a-menor-mortalidade/

Assuntos relacionados: atividade física