Dr. Teuto

Blog

Blog


15/11/2021 Notícias

Maus hábitos alimentares infantis podem afetar crescimento, desenvolvimento físico e desempenho acad

Estudo revela que crianças que comem mais frutas e vegetais teriam melhor saúde mental.

Maus hábitos alimentares infantis podem afetar crescimento, desenvolvimento físico e desempenho acad

Uma das premissas para se ter uma vida saudável é manter uma alimentação adequada, com frutas, legumes e verduras incorporadas às refeições.

A Universidade de East Anglia, no Reino Unido, apontou em uma pesquisa que uma dieta balanceada está associada além do desenvolvimento físico, mas, também, ao desempenho emocional de crianças e adolescentes.

Uma investigação levou pesquisadores a analisarem a associação entre as escolhas alimentares e a saúde mental de 9 mil crianças em idade escolar — 7.570 do ensino médio e 1.253 do ensino fundamental.

Além disso, verificaram os hábitos alimentares das crianças com a aplicação de testes de bem-estar, com intuito de checar fatores como experiências adversas na infância e nos relacionamentos interpessoais.

O estudo britânico, publicado no conceituado periódico BMJ Nutrition, Prevention & Health, mostrou que crianças que consumiam cinco ou mais porções de frutas e vegetais por dia tiveram as pontuações mais altas para o bem-estar mental. Outro dado importante mostrado é que os tipos de café da manhã e almoço consumidos pelos alunos do ensino fundamental e médio também estavam associados à saúde emocional.

“As crianças que tomavam um café da manhã tradicional apresentaram um bem-estar melhor do que as que se alimentavam apenas com um lanche ou uma bebida.

Já os alunos do ensino médio que tomavam bebidas energéticas tiveram pontuações ainda mais baixas do que aqueles que não consumiam nenhum alimento”, explicaram os pesquisadores em um comunicado.

Leia também: Como combater o círculo vicioso gerado pela ansiedade e comida em excesso

Constatou-se que 28% das crianças da escola primária, 25% da secundária seguiam a recomendação de comer cinco porções de frutas e vegetais por dia, e pouco menos de 10% não ingeriam essas categorias de alimento.

Além disso, cerca de um em cada cinco alunos do ensino médio e um entre dez do nível fundamental não tomavam café da manhã, e pouco mais de um em dez do ensino médio não almoçava.

Desempenho físico comprometido

De acordo com a análise dos pesquisadores, os maus hábitos alimentares estão relacionados ao desenvolvimento físico das crianças, afetando também o desempenho acadêmico na escola.

Isso ocorre porque a nutrição possui grande influência no bem-estar mental, correlacionando-se até ao fato de ser tão impactante na vida das crianças que presenciam discussões ou até mesmo violência em casa, por exemplo.

Nesse sentido, os estudiosos explicam que, a longo prazo, uma dieta nutritiva repleta de frutas e vegetais na infância e na adolescência tem extrema importância, já que reduz o  risco de as consequências dos problemas de saúde mental persistirem na idade adulta.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para inserir frutas e verduras na alimentação das crianças e tornar a dieta nutritiva e balanceada. Confira:

  1. Seja o exemplo;
  2. Cozinhe com o seu filho;
  3. Ofereça opções aos pequenos;
  4. Mude o ambiente e o ritual da comida;
  5. Tenha uma hortinha em casa;
  6. Transforme o prato em uma experiência lúdica;
  7. Envolva o filho no preparo do alimento;
  8. Ofereça o vegetal em situações diferentes;
  9. Ofereça menos doces e ultraprocessados;
  10. Procure ajuda se necessário.

Vale dizer que não é apenas dentro de casa que a boa alimentação deve ser mantida. O desenvolvimento de estratégias de saúde pública e políticas educacionais para garantir uma nutrição de boa qualidade para as crianças em idade escolar também é de suma importância.

Para mais notícias como esta, acompanhe o nosso blog e também as nossas redes sociais!

 

Fonte:

- https://saude.abril.com.br/alimentacao/criancas-que-comem-mais-frutas-e-vegetais-teriam-melhor-saude-mental/

Assuntos relacionados: hábitos alimentares