Dr. Teuto

Blog

Blog


18/10/2021 Notícias

Estudo incentiva o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19

Pesquisadores de Yale e Stanford analisaram o impacto do uso da máscara de proteção em comunidades de Bangladesh, na Ásia.

Estudo incentiva o uso de máscaras de proteção contra a Covid-19

Uma pesquisa preliminar sobre a eficácia das máscaras de proteção no combate à pandemia do coronavírus em Bangladesh, na Ásia, passou a ser considerada o maior levantamento sobre os impactos do uso da máscara de proteção contra a transmissão do vírus.

Desenvolvida por pesquisadores das universidades de Stanford e Yale, ambas nos Estados Unidos, o estudo teve como foco o desempenho das máscaras de proteção em relação à evolução da pandemia, em 340 mil habitantes da cidade de Bangladesh.

Além de confirmar a eficácia das máscaras de proteção, o estudo revelou, ainda, que aquelas que foram produzidas com maior capacidade de filtragem, obtiveram melhores resultados.

Apesar de estudos anteriores já terem constatado a funcionalidade das máscaras de proteção, a pesquisa norte-americana se difere na estratégia mais dinâmica: até aqui, todos os testes realizados para verificar a eficiência das máscaras de proteção em meio à pandemia foram realizados em laboratórios ou com menos voluntários.

De modo mais realista, a pesquisa em Bangladesh observou o desempenho de transmissão do Sars-Cov-2 em meio à rotina da população e assegurou os resultados do uso da máscara de proteção em um convívio social muito mais intenso.

Iniciada em novembro de 2020 e concluída em abril de 2021, a pesquisa foi aplicada em mais de 600 vilas de Bangladesh, de modo aleatório.

Para desenvolver a pesquisa, os envolvidos se empenharam em quatro medidas de incentivo ao uso da máscara de proteção: distribuição gratuita de máscaras de proteção, informações corretas sobre o uso, uso da influência de líderes religiosos e campanhas públicas de conscientização.

De acordo com os dados, entre, aproximadamente, 178.000 pessoas encorajadas a utilizarem algum tipo de máscara de proteção, 30% cederam ao uso regular por cerca de 10 semanas ou mais.

Nesse período, o impacto da transmissão da Covid-19 foi reduzido em 12%.

Comprovação da eficiência da máscara de proteção

Para a maioria dos especialistas, o aumento nas curvas de casos e internações nos Estados Unidos está ligado à liberação da obrigatoriedade do uso das máscaras de proteção.

Após a forte campanha de vacinação, os líderes do país tornaram facultativo o uso da máscara de proteção em ambientes abertos ou fechados e, atualmente, o país passa por um novo estágio de alta contaminação devido à variante Delta.

Leia também: Prevalência da Covid-19 no Brasil: Entenda como a pesquisa vai funcionar

A pesquisa sobre as máscaras de proteção em Bangladesh aguarda revisão por pares e publicação em uma revista científica.

Entretanto, já é considerada a maior pesquisa de campo sobre a funcionalidade da máscara de proteção.

Fique por dentro de tudo o que acontece na área da saúde assinando a nossa newsletter.

 

Fonte:

- https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/09/03/estudo-preliminar-com-340-mil-pessoas-compara-grupos-incentiva-uso-e-comprova-que-mascaras-sao-eficazes-contra-a-covid.ghtml
- https://veja.abril.com.br/ciencia/maior-estudo-ate-agora-comprova-a-importancia-das-mascaras/

Assuntos relacionados: máscara de proteção