Dr. Teuto

Blog

Blog


03/09/2021 Notícias

Como combater o círculo vicioso gerado pela ansiedade e comida em excesso

Estudos mostram que há uma relação sensível entre ansiedade e a compulsão alimentar.

Como combater o círculo vicioso gerado pela ansiedade e comida em excesso

Nos últimos meses, enfrentamos um período atipicamente de pouca tranquilidade e muita incerteza.

A pandemia, o isolamento social, o medo do vírus e tantas outras informações desencontradas que vimos na internet trouxeram a ansiedade para nossas vidas.

Há muitos estudos que mostram que há uma relação entre ansiedade e comer em excesso.

Um deles é uma pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), que revelou que cerca de 9,3% da população vive com algum transtorno de ansiedade por conta de fatores como desemprego, pobreza e estilo de vida em grandes cidades.

Além disso, nos últimos dez anos, o índice de obesidade entre os brasileiros aumentou 60%, segundo a pesquisa Vigitel, feita pelo Ministério da Saúde.

O transtorno de ansiedade é mais frequente a partir dos 25 anos e atinge tanto homens quanto mulheres. Com o estudo da OMS, é possível notar que tanto a ansiedade quanto a obesidade estão intrinsecamente relacionadas.

Como bem sabemos, a pandemia transformou o mundo, trazendo mais intranquilidade e menos respostas do que gostaríamos (ainda não sabemos quando isso tudo acabará).

Com isso, procura-se minimizar a dicotomia anseio e desprazer com outros meios que proporcionem a sensação de bem-estar - de saciedade emocional.

É muito comum usar a comida como forma de reduzir algum desconforto ou compensar uma falta, e isso vai além das necessidades fisiológicas. O que se tem nesse cenário é comer para se manter vivo, mas principalmente para ter prazer.

Ansiedade e comida em excesso

Claramente, o hábito de comer de forma desenfreada, sem sentir fome, está associado a questões emocionais.

Quando isso acontece com muita frequência, tal condição gera sofrimento e prejuízos físicos e mentais. Ou seja, a ansiedade se liga à fome emocional, que é refletida no ato de comer compulsivamente, tornando-se, então, um hábito.

Muitas vezes a pessoa que se encontra em quadros de crises de ansiedade acaba buscando a solução na comida. Para piorar, o que entra em cena são os alimentos com calorias vazias: chocolate, refrigerante, bebidas alcoólicas, processados, frituras, etc.

Junto com a ansiedade vêm o sobrepeso e a obesidade.

Cria-se um círculo vicioso que traz uma série de problemas, inclusive de saúde.

Como controlar e romper esse círculo vicioso?

Para um efetivo controle da influência da ansiedade no comportamento alimentar compulsivo, é necessária a reeducação. Importante dizer que a readequação de hábitos e costumes não é a mesma coisa que redução de calorias.

Quando se come melhor, sente-se mais satisfeito, reduzindo as chances de buscar por alimentos altamente calóricos.

Vale frisar que cuidar da saúde mental com profissionais especializados também é essencial. Afinal, mente e corpo estão totalmente interligados.

Selecionamos algumas práticas que podem auxiliar no controle da ansiedade e ajudar a minimizar os impactos dela no comportamento alimentar. São elas:

●      organização da rotina de trabalho;

●      adequação dos alimentos de valor calórico correto;

●      determinação de horários de refeição corretos e coordenados;

●      obediência ao plano alimentar estipulado pelo profissional de saúde;

●      promoção da saúde emocional e do combate ao estresse excessivo;

●      realização de atividade física regular e práticas que promovam o relaxamento mental;

●      manter um planejamento adequado para dormir na hora certa e melhorar a higiene do sono.

Uma última recomendação é incorporar a atividade física à sua rotina diária. Com a prática de exercícios, o sono regulará, o peso diminuirá, a ansiedade estará controlada e sentirá mais ânimo e bem-estar.

Para manter hábitos mais saudáveis e a saúde mental plena, preze sempre pela orientação médica e adicione a boa informação do nosso blog à sua rotina.

Assine a nossa newsletter e não perca nenhuma notícia!

 

Fonte:

- https://forbes.com.br/colunas/2021/06/arthur-guerra-por-que-voce-esta-comendo-sem-parar/

Assuntos relacionados: ansiedade