Dr. Teuto

Blog

Blog


28/05/2021 Notícias

OMS lança um novo conjunto de referências para redução do teor de sódio em alimentos processados

Novos parâmetros globais visam a redução de consumo de sal em diversos países

OMS lança um novo conjunto de referências para redução do teor de sódio em alimentos processados

No dia 4 de maio de 2021, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou o guia de referências globais de sódio para diferentes tipos de categorias de alimentos. Os parâmetros começaram a ser desenvolvidos em 2020, visto que a estimativa a nível mundial de mortes associadas a dietas pobres é de 11 milhões, das quais 3 milhões estão atribuídas à alta ingestão de sódio.

O objetivo do guia é promover a redução do teor de sódio especialmente em alimentos processados. Mais de 60 categorias de alimentos estão previstas na meta de redução. Acompanhe o post e saiba mais!

Importância da redução do teor de sódio

O consumo excessivo de sal leva a um aumento expressivo das doenças não transmissíveis (DNTs), dentre as quais podemos destacar:

  • doenças cardiovasculares;
  • doença renal crônica;
  • obesidade;
  • câncer gástrico;
  • doenças hepáticas.

Das enfermidades citadas, as cardiovasculares são as principais causas de morte por DNT em todo o mundo, representando um total de 32% de todas as mortes. Como o consumo em excesso de sódio aumenta a pressão arterial, o que eleva o risco das doenças cardiovasculares, é vital atuar com medidas para a redução do sal na alimentação.

Alimentos como pão, cereais e grãos, carnes processadas e laticínios compõem o grupo de alimentos consumidos com mais frequência, sendo os alimentos industrializados os que aportam mais sódio à dieta, em países de alta, média e baixa renda.

Prazo da meta e para quem são destinados os novos parâmetros

A indicação de consumo diário de sal é de até 5 g por dia, porém o observado é que as pessoas consomem o dobro do recomendado. Diante dos resultados, a meta lançada pela OMS prevê que até 2025 haja a redução de 30% no consumo de sódio pela população mundial. A medida é aplicável em todas as indústrias de alimentos: manufaturados, varejo, fora dos serviços domésticos e de alimentação.

Para isso é necessário adotar ações de reformulação de alimentos, visando reduzir as concentrações de sódio, bem como a exposição do teor de sódio na rotulagem dos alimentos, que deve ser fornecida por todos os serviços de alimentação e fabricantes. Restaurantes, por exemplo, devem fornecer as informações na loja, na embalagem ou no site.

Revisão da política alimentar e nutricional em 2021

Em setembro e dezembro de 2021, acontecerão, respectivamente, a Cúpula dos Sistemas Alimentares das Nações Unidas e a Cúpula de Nutrição para o crescimento, objetivando reunir esforços nacionais, regionais e globais, para transformar a qualidade alimentar global. Com isso, os novos parâmetros são lançados de forma estratégica para o alcance da meta até 2025.

Os parâmetros foram definidos com base na coleta de dados em 41 países da Região Africana, Região das Américas, Região do Mediterrâneo Oriental, Região Europeia e Região do Pacífico Ocidental.

Conclusão

O exposto demonstra que a redução do teor de sódio requer um esforço conjunto dos envolvidos nos serviços de alimentação, que devem reformular os preparados e oferecer informações claras para os consumidores. Profissionais de saúde como cardiologistas e nutricionistas também são fundamentais para conscientizar a população neste sentido.

Acesse a informação completa do guia da OMS e inscreva-se na nossa newsletter!

 

Fonte:

- https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/341081/9789240025097-eng.pdf
- https://www.paho.org/pt/noticias/5-5-2021-novos-parametros-referencia-da-oms-ajudam-paises-reduzir-ingestao-sal-e-salvar

Assuntos relacionados: REDUÇÃO DO TEOR DE SÓDIO