Dr. Teuto

Blog

Blog


15/03/2021 Notícias

Estigma da obesidade: Discriminação e falta de equidade dificultam a prevenção e controle da doença

Combate ao preconceito e reforço nas medidas preventivas são necessários para controle da obesidade

Estigma da obesidade: Discriminação e falta de equidade dificultam a prevenção e controle da doença

A Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu o dia 04 de março como o Dia Internacional da Obesidade. Com o objetivo de trazer consciência e estimular ações sobre o tema, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) organizou, na mesma data, o Webinar “Estigma da obesidade: um desafio para a prevenção e controle”.

As últimas estimativas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), OMS e Banco Mundial apontam que o número de pessoas com sobrepeso e obesidade é alarmante. Caracterizado por proporções epidêmicas, esse problema não está apenas limitado aos adultos, uma vez que chega a atingir 33,6% das crianças e adolescentes, na faixa de 5 a 19 anos. Nas crianças menores de 5 anos, chega a 7,3%.

Para saber mais sobre o assunto, continue acompanhando o post!

Prevenção e controle para acabar com o estigma da obesidade

As organizações participantes do Webinar entendem que, para acabar com o estigma, é importante, dentre outras ações, promover o avanço de políticas públicas integradas para prevenção e controle da obesidade. A representante da OPAS/OMS no Brasil, Socorro Gross, ressaltou que a região do mundo com mais pessoas obesas, são as Américas.

Em números, temos o seguinte:

  • sobrepeso ou obesidade: 62,5% da população adulta, sendo 62,5%, homens e 60,9%, mulheres;
  • obesidade: 28% da população adulta, sendo 26%, homens e 31%, mulheres.

Outro ponto considerado pela representante é o fato de as pessoas com excesso de peso estarem mais vulneráveis ao acometimento de outras doenças crônicas, bem como a terem maiores complicações no caso de serem infectadas pelo novo coronavírus.

Gross apresentou, ainda, algumas ações baseadas em dados que apresentam formas eficazes de atuação para prevenir e controlar a obesidade, dentre as quais destacamos:

  • atenção primária à saúde: as pessoas com obesidade devem receber uma intervenção precoce, livre de estigma e preconceitos, uma vez que fatores metabólicos, genéticos, sociais e psicológicos são formas de causar a doença;
  • comercialização de substitutos do leite materno: já existe um código internacional, adotado como estratégia para interferir neste processo, e ele deve ser fortalecido;
  • alimentação escolar: fortalecer o programa de alimentação saudável nas escolas e restringir a venda de alimentos e bebidas ultraprocessados nas mesmas.
  • rótulos, impostos e compras: implementar a rotulagem frontal nas embalagens de alimentos, bem como os impostos sobre bebidas açucaradas, e ampliar as compras públicas de alimentos saudáveis.

Desafios no cenário mundial

Considerando a situação de emergência mundial em decorrência da pandemia de COVID-19, a idade e a obesidade representam os dois maiores fatores de risco para infecção pelo novo coronavírus. De 1975 até hoje, na Região das Américas e no mundo, houve um aumento de quase três vezes nas taxas de obesidade, sendo quase cinco entre crianças e adolescentes.

A OMS prevê que até 2025, 750 milhões de pessoas no mundo sejam diagnosticadas pela doença. No Brasil, o quadro de obesidade atinge mais de um quarto da população adulta, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no ano passado. Isso representa 26,8% de pessoas acima de 20 anos e 6,7% dos adolescentes.

Conclusão

O exposto evidencia a urgência em adotar ações conjuntas que contribuam para acabar com o estigma da obesidade. Conforme as palavras de Socorro Gross: “juntos, podemos iniciar um movimento para uma região e um futuro mais saudável, um atendimento para as pessoas obesas sem discriminação e uma população com mais saúde e equidade, sem que ninguém fique para trás”.

Alguma opinião sobre o tema? Deixe seus comentários e assine nossa newsletter para receber novos conteúdos!

 

Fonte:

- https://www.paho.org/pt/noticias/5-3-2021-representante-da-opasoms-no-brasil-faz-chamado-acao-para-acabar-com-estigma
- http://www.ans.gov.br/aans/noticias-ans/qualidade-da-saude/6219-dia-mundial-da-obesidade-ans-alerta-para-importancia-da-coordenacao-do-cuidado-e-da-prevencao#:~:text=Para%20chamar%20aten%C3%A7%C3%A3o%20para%20o,informa%C3%A7%C3%B5es%20relevantes%20sobre%20o%20tema
- https://www.youtube.com/watch?v=fJKDKUffDns&ab_channel=PAHOTV

Assuntos relacionados: ESTIGMA DA OBESIDADE