Dr. Teuto

Blog

Blog


08/03/2021 Notícias

Entidades do setor de saúde se manifestam sobre as medidas de prevenção a Covid-19

Autarquias pedem mais rigor nas medidas adotadas e seriedade no combate à pandemia

Entidades do setor de saúde se manifestam sobre as medidas de prevenção a Covid-19

Atingindo a marca de 3000 mortos por dia e a superlotação de seu sistema de saúde, o Brasil vive o momento mais dramático daquilo que pode ser considerado a maior crise sanitária de sua história. É mediante esse cenário catastrófico que as autoridades do setor de saúde vêm clamando por uma intensificação das medidas de prevenção a Covid-19.

Organizações como o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Médica Brasileira (AMB) apontam que o momento é extremamente sério e que faz-se necessário uma intensificação das medidas comprovadamente eficazes contra a propagação do vírus: distanciamento social, lavagem das mãos e o uso de máscaras PFF2.

Essa promulgação apenas demonstra o quão dramática é a situação brasileira mesmo quando comparada com os outros países do mundo. Enquanto países que foram fortemente afetados pelo quadro pandêmico, notoriamente os EUA, têm conseguido reverter sua situação através de um misto de medidas de prevenção da Covid-19, como o distanciamento social, e do processo de vacinação em massa, o Brasil vive o colapso total de seu sistema de saúde.

Podemos encontrar a variante brasileira do coronavírus – P1 – no centro de todo esse caos. Trata-se de uma nova cepa do vírus que foi encontrada pela primeira vez em Manaus e, desde então, tem se alastrado para o país inteiro. Especialistas apontam que, apesar de não apresentar maior letalidade, a mutação é mais transmissível.

A mídia internacional tem dado forte destaque para o quadro brasileiro, chegando a comparar o país com uma colônia de lepra. Jornalistas internacionais declaram que o Brasil se configura como um super spreader e que causa grande ansiedade para os países de seu entorno imediato.

Contudo, como apontam as entidades do setor de saúde, sabe-se que é possível reverter o presente cenário através da adoção das mesmas medidas de prevenção a Covid-19 adotadas pelo mundo inteiro.

Nesse sentido, reforçamos os argumentos principais apontados por essas instituições. Primeiramente, apontamos para a necessidade do uso de máscaras, preferencialmente as PFF2 (as equivalentes brasileiras das N-95). Tratam-se de máscaras capazes de filtrar até 95% do ar, impedindo a entrada do vírus por vias aéreas.

Nota-se também uma defesa veemente dessas organizações para adoção das medidas de distanciamento social e indicação de lockdown como uma medida viável para aliviar a tensão sobre o sistema de saúde. Ademais, faz-se necessário uma vacinação ágil e eficiente, pois a vacina é a única maneira segura de sairmos da crise.

Por fim, as entidades do setor de saúde reiteram que o Estado brasileiro e o Governo Federal devem assumir um papel ativo no combate à pandemia. Segundo as entidades, a presente crise só pode ser superada através da aplicação das medidas de prevenção a Covid-19 por meio de órgãos institucionais.

Caso tenha gostado deste post, não esqueça de dar uma conferida em nosso blog. Lá você encontra uma grande variedade de conteúdos sobre as temáticas mais relevantes do setor da saúde.

 

Fonte:

https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/03/23/brasil-registra-pela-1a-vez-mais-de-3-mil-mortes-por-covid-em-um-dia.ghtml
- https://www.bloomberg.com/news/articles/2021-03-13/brazil-is-shunned-as-a-covid-superspreader-by-nervous-neighbors
- https://portal.cfm.org.br/noticias/cfm-se-posiciona-sobre-medidas-contra-a-covid-19/
- https://amb.org.br/noticias/informativo-sobre-as-medidas-de-proibicao-de-atividades-nao-essenciais-ate-lockdown/
- https://www.drteuto.com.br/blog-interna.php?data=2021-01-01&slug=tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-as-vacinas-contra-a-covid-19
-
https://www.drteuto.com.br/blog-interna.php?data=2021-01-25&slug=o-que-se-sabe-ate-o-momento-sobre-a-nova-variante-do-coronavirus

Assuntos relacionados: MEDIDAS DE PREVENÇÃO A COVID-19