Dr. Teuto

Blog

Blog


18/01/2021 Notícias

Entenda a importância do envelhecimento saudável nos dias atuais

Assembléia da ONU nomeia os próximos 10 anos como a Década do Envelhecimento Saudável

Entenda a importância do envelhecimento saudável nos dias atuais

A população mundial está envelhecendo. Nunca foi tão urgente considerar o impacto do aumento de idosos em poucas décadas. Por este motivo, a Assembléia da ONU definiu que a partir deste ano se inicia a “Década do Envelhecimento Saudável”. Saiba mais sobre as expectativas e tendências globais a seguir.

Como seria um envelhecimento saudável?

A expectativa de vida da população mundial só tem aumentado.  Para que uma existência seja completa, é necessário que os longos anos vividos resultem em um amadurecimento agradável,  bem-sucedido e  independente .

Graças às criações constantes de novas tecnologias e tratamentos,  envelhecer não significa mais estar debilitado. Esses produtos facilitam o cotidiano desses longevos cidadãos, oferecendo maior segurança e aumentando sua auto-estima.

De acordo com a definição dos próprios idosos, envelhecer de forma sadia é  se manter ativo, ser capaz de realizar suas tarefas e cuidados pessoais sozinhos, ter saúde física, cognitiva e emocional, que na maioria das vezes consiste na aceitação da própria velhice.

A saúde financeira também é algo observado,  pois esses indivíduos precisam de renda para se sustentar e conseguir arcar com os custos das medicações, consultas e procedimentos médicos.

E por último, existe o âmbito social a se considerar. Que diz respeito ao meio familiar dessas pessoas, podendo ser formado por laços de sangue ou não. Isso está ligado a fazer parte de um grupo e perceber a mesma qualidade de vida  naqueles que se encontram ao seu redor.

Idosos no mundo

Os dados recentes sobre o envelhecimento global  indicam que:

●      O número de adultos maiores de 60 anos irá dobrar até 2050 em todo o mundo;

●      Esses irão corresponder a 18,6% da população nas américas até 2050;

●      Em 1950, eles eram 8% da população mundial, em 2020 passaram a  ser 13,5% (percentual que corresponde a mais de 422 milhões de pessoas com idade superior a 65 anos);

●      Até 2100, eles representarão 28,2% da população;

●      Nosso país se destaca mundialmente pela parcela de idosos;

●      No Brasil em 2021, existirão mais de 28,2 milhões de pessoas com idade superior a 80 anos.

O posicionamento da assembleia da ONU

Considerando o bem-estar dessas pessoas,  foi destacado que essa década é o momento de oferecer um maior suporte a eles, promovendo ações para o envelhecimento saudável desses  e também dos futuros idosos.

Observou-se que normalmente o foco dos tratamentos atuais estão na cura, não na prevenção de  enfermidades, o que  torna a  recuperação mais complexa e lenta. Sendo assim, é preciso adotar medidas para a prevenção de doenças imediatamente.

O objetivo da assembleia é mudar paradigmas em relação à velhice. Pois ela é inevitável e não precisa ser uma experiência melancólica. O maior receio da organização é o despreparo atual em relação ao tema. Para que ocorra o envelhecimento saudável da população, é necessário o engajamento da sociedade, governo e organizações privadas.

E então, o que você acha sobre o assunto? Já pensou em ter um estilo de vida mais saudável considerando seu envelhecimento? Deixe seu comentário abaixo e assine nossa newsletter para não perder  novos conteúdos.

 

Fonte:

https://www.paho.org/pt/noticias/14-12-2020-assembleia-geral-da-onu-declara-2021-2030-como-decada-do-envelhecimento
https://www.paho.org/pt/topicos/envelhecimento-saudavel
https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722007000100011&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt
http://univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/2659/1718
https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89101987000300005
https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6296:pessoas-com-mais-de-60-anos-foram-as-mais-atingidas-pela-covid-19-nas-americas&Itemid=820
https://www.ufjf.br/ladem/2020/06/21/envelhecimento-populacional-continua-e-nao-ha-perigo-de-um-geronticidio-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

Assuntos relacionados: ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL