Dr. Teuto

Blog

Blog


18/12/2020 Notícias

Coronavírus: Os impactos da doença persistem mesmo após alta

Estudos revelam os impactos da Covid-19 mesmo após a alta do paciente

Coronavírus: Os impactos da doença persistem mesmo após alta

Os sintomas da covid-19 apresentam formas variadas em cada pessoa e não se restringem apenas ao período de manifestação da doença. De acordo com um estudo recente promovido pela Universidade de Michigan, nos EUA, alguns pacientes que sobreviveram a ela estão enfrentando sérios problemas.

O objetivo deste post é expor os impactos da covid-19 após a alta hospitalar, observando algumas informações apontadas pelo estudo em questão.

Detalhes do estudo promovido


Como a doença é relativamente nova, o propósito destes pesquisadores era coletar informações e analisar seus efeitos em longo prazo na vida daqueles que precisaram ser hospitalizados durante algum período. Segundo mencionado, não existem muitos estudos sobre os impactos da doença após o período de internação.

Geralmente os que são internados com covid-19 apresentam sintomas mais graves. Os dados demonstraram que esses sobreviventes ainda estão sentindo os efeitos da doença em diversas áreas da vida.

As informações para a elaboração do estudo foram obtidas entre março e junho de 2020.  Eles mensuraram as readmissões nos hospitais, averiguaram os sintomas ligados à doença, os aspectos psicológicos, financeiros e quantificaram os óbitos ocorridos após a alta. Os pesquisadores acompanharam a rotina de 488 indivíduos no total e considerou o prazo 60 dias após eles deixarem o hospital.

Impactos da covid-19 após alta hospitalar

 

As informações obtidas na pesquisa não são animadoras. De acordo a análise feita  descobriu-se que:

●       15,1% dos pacientes que obtiveram alta  precisaram ser internados novamente;

●       6,7% daqueles que passaram algum período internados foram a óbito;

●       10,4% dos indivíduos internados na UTI faleceram após a alta.

É necessário considerar que várias pessoas relataram sofrer alguns sintomas após a alta:

●       quase 1 terço ainda apresentou sintomas cardiopulmonares;

●       mais de 10%  deles afirmaram encontrar dificuldades para exercer as tarefas cotidianas após a saída do hospital.


Somado aos aspectos físicos apresentados, alguns desses pacientes relataram passar por problemas financeiros em algum grau. Cerca de 15% deles não conseguiram retornar ao emprego ou ficaram desempregados e tal situação impacta diretamente em seu orçamento.

Além das despesas habituais, eles precisam arcar com as contas hospitalares e os gastos com medicamentos, fatores que contribuem para o agravamento da sua situação econômica. O cenário também tem deixado sequelas psicológicas e, segundo a pesquisa, cerca de 48% das pessoas analisadas alegaram ainda sentir os impactos emocionais trazidos pela doença.

Apesar disso, poucos procuram auxílio profissional para superar estas dificuldades. O estudo não relata, mas talvez estes pacientes não estão procurando ajuda justamente por causa da situação financeira prejudicada. Independentemente desta situação, a  pandemia interrompeu o acesso aos serviços de saúde mental.

Através da análise promovida, é possível identificar a relevância do cuidado com esses pacientes e a preocupação não pode se resumir apenas a quando eles se encontram no ambiente hospitalar.

Quando se fala sobre os impactos da covid-19 após alta, concluímos que é preciso acompanhar a jornada desses sobreviventes, para evitar que sofram ainda mais após lutar com esta doença devastadora.

Qual a sua opinião? Deixe seu comentário! Assine nossa newsletter para receber novos conteúdos.

 

Fonte:

https://portugues.medscape.com/verartigo/6505693
https://istoe.com.br/sequelas-em-pacientes-da-covid-continuam-dois-meses-apos-alta-hospitalar/
https://www.acpjournals.org/doi/10.7326/M20-5661

Assuntos relacionados: IMPACTOS DA COVID-19 APÓS ALTA