Dr. Teuto

Blog

Blog


23/11/2020 Notícias

OMS alerta para retrocesso global no combate à tuberculose

Interrupções nos serviços por causa da pandemia ameaçam progressos no combate à doença

OMS alerta para retrocesso global no combate à tuberculose

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), antes da pandemia havia um progresso global no combate à tuberculose, o qual resultou em uma diminuição de 9% no quantitativo de pessoas diagnosticadas com a doença e redução de 14% no número de mortes registradas entre 2015 e 2019.

Esse progresso global foi resultado de um conjunto de acordos políticos a nível internacional que tinham como objetivo erradicar a tuberculose no mundo a partir de metas graduais de redução de incidência da doença e tratamentos médicos mais efetivos. No entanto, um novo estudo publicado pela OMS mostra que houve uma diminuição do progresso nesta pauta.

Segundo a organização, cerca de 1,4 milhão de pessoas vieram a óbito devido a doenças relacionadas à tuberculose em 2019. Além disso, do contingente de 10 milhões de pessoas que desenvolveram tuberculose no mesmo ano, aproximadamente 3 milhões não foram diagnosticadas com a doença.

Além do mais, para pessoas que apresentam tuberculose multidroga resistente (TB MDR) o cenário é ainda mais desanimador. Conforme o mesmo relatório, aproximadamente 465 mil pessoas foram diagnosticadas com TB MDR em 2019, no entanto menos de 40% conseguiram receber tratamento.

Este ano a situação agravou de maneira significativa, devido a sobrecarga de diversas unidades hospitalares que passaram a ser destinadas, quase exclusivamente, aos pacientes afetados pelo coronavírus.

O impacto da pandemia no combate à tuberculose

Como todos nós sabemos, a pandemia do novo coronavírus demandou das autoridades governamentais e dos órgãos e profissionais de saúde atenção redobrada, por se tratar de um problema mundial que está resultando na morte de diversas pessoas.

A Covid-19 ocasionou a interrupção de diversos serviços de saúde, pois governantes tiveram que realocar investimentos para o combate à pandemia e profissionais de saúde que estavam designados a tratar outras doenças foram convocados para atuarem na linha de frente do combate ao coronavírus.

A resposta das autoridades governamentais ao relatório da OMS

A partir do novo levantamento realizado pela OMS, as autoridades governamentais do mundo todo estão implementando ações para amenizar o impacto da pandemia do novo coronavírus nos serviços de saúde, em especial naqueles destinados especificamente para tratar pessoas diagnosticadas com tuberculose.

Dentre as medidas adotadas pelos países membros, podemos citar a expansão do uso de recursos tecnológicos para disponibilizar instruções e apoio remoto, recomendação de tratamento domiciliar, administração de medicamentos por via oral para pessoas diagnosticadas com TB MDR e disponibilização de todos os medicamentos necessários para o tratamento adequado.

Concluindo...

Como você pôde perceber, respeitar as medidas de isolamento social e higiene, as quais são fundamentais para o combate à propagação acelerada do coronavírus, é de suma importância para que os hospitais e demais unidades de saúde não fiquem sobrecarregados, de modo que haja leitos para tratar pessoas acometidas pela Covid-19, mas também para tratar outras doenças que impactam a sociedade como um todo.

Se você gostou deste post sobre os avanços no combate à tuberculose, siga-nos no Facebook e continue atualizando-se sobre os assuntos relacionados à temática da saúde.

 

Fonte:

https://www.paho.org/pt/noticias/14-10-2020-progresso-global-no-combate-tuberculose-esta-em-risco-afirma-oms

Assuntos relacionados: COMBATE À TUBERCULOSE