Dr. Teuto

Blog

Blog


16/10/2020 Notícias

Fake news na pandemia: um inimigo perigoso que deve ser combatido

Informações falsas e imprecisas colocam em risco o combate à pandemia

Fake news na pandemia: um inimigo perigoso que deve ser combatido

Diante de um problema tão grave como é o caso do coronavírus, muitas pessoas se viram sem as informações necessárias para ficarem tranquilas em relação às medidas tomadas pelas instituições responsáveis pela organização do país e, ao mesmo tempo, atentas quanto às restrições necessárias para a contenção da disseminação do vírus. Isso abriu espaço para que muitas fake news (notícias falsas) surgissem, principalmente nas redes sociais.

Por esse motivo, órgãos como a ONU (Organização das Nações Unidas) e OMS (Organização Mundial da Saúde) se uniram para fazer uma convocação geral entre os países, de modo a minar esse tipo de notícia que atrapalha tanto o combate ao vírus.

Principais boatos sobre a covid-19

Um estudo realizado pela ONU com o ICFJ (International Center of Journalists) identificou que existe um certo padrão em relação as falsas notícias espalhadas. É possível observar que a maior parte delas está ligada a questões, como:

●      Origem da doença;

●      Sintomas;

●      Tratamentos;

●      Diagnósticos;

●      Impactos na sociedade e no sistema financeiro; entre outros.

A identificação das principais fake news espalhadas facilita o seu combate, já que assim é possível direcionar as medidas necessárias.

Impactos negativos

Um dos maiores malefícios da disseminação das fake news é a falta de confiança nas instituições que estão realizando as mais diversas medidas para a contenção do vírus.

Isso ocorre, uma vez que ao mesmo tempo que o governo, por exemplo, tenta fazer algum tipo de isolamento, medida para auxiliar financeiramente as pessoas durante a pandemia, entre outras questões, as fake news informam outra coisa para as pessoas, fazendo com que não haja mais credulidade em relação ao que é informado pelas instituições.

Além disso, ao divulgar informações falsas para a população, no que tange aos sintomas e tratamentos, torna-se muito mais difícil conter os avanços da doença.

Esse é o caso das fake news relacionadas a medicamentos que poderiam auxiliar no tratamento da covid-19, os quais foram comprados por milhares de pessoas e, posteriormente, tiveram a sua ineficácia comprovada através de estudos científicos, por exemplo.

Como se precaver

Antes de acreditar em qualquer informação a respeito do coronavírus, é preciso que seja feita uma breve checagem em meios de comunicação mais tradicionais, como sites e jornais de grande circulação.

Contudo, é necessário ter cuidado. As postagens realizadas nas redes sociais são responsáveis por grande parte das fake news, entretanto as mídias de comunicação mais tradicionais também podem informar dados de maneira leviana.

Assim, caso exista uma postagem em rede social de que determinada planta ou substância é eficaz no tratamento da covid-19, por exemplo, deve-se verificar os canais oficiais do governo.

Considerações Finais

Assim como em qualquer âmbito, as fake news relacionadas a pandemia do coronavírus também trazem grandes complicações para a população. Quando se trata de uma doença tão grave e sem precedentes como a covid-19, tudo fica mais grave. Por isso, deve-se ficar muito atento às fake news na pandemia.

Gostou do assunto? Acesse nosso blog e fique por dentro deste e de muitos outros tópicos relacionados!

 

Fonte:

https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6290:organizacoes-pedem-aos-paises-medidas-mais-firmes-para-impedir-a-disseminacao-de-informacoes-falsas-durante-pandemia-da-covid-19&Itemid=842
https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2020/05/05/interna_mundo,851477/pandemia-de-fake-news-estudo-lista-principais-boatos-sobre-covid-19.shtml

Assuntos relacionados: FAKE NEWS NA PANDEMIA