Dr. Teuto

Blog

Blog


05/10/2020 Notícias

Pandemia interrompe serviços de saúde mental em 93% dos países, revela a OMS

Pesquisa reforça a importância de aumentar os investimentos na saúde mental

Pandemia interrompe serviços de saúde mental em 93% dos países, revela a OMS

A pandemia do coronavírus está causando efeitos graves que transcendem os sintomas da doença. Além de causar um impacto negativo muito grande na economia, existem outros aspectos interligados a covid-19, como os problemas agravados pela falta de serviços de saúde mental,  que causam preocupação a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Segundo estudo realizado pela própria OMS, cerca de 93% dos países atingidos pela doença tiveram seus serviços de saúde mental interrompidos.

A pesquisa, realizada com a obtenção de dados de 130 países, demonstra dados preocupantes, pois evidencia a precariedade dos cuidados com a saúde mental das pessoas, especialmente neste momento onde esse tipo de cuidado é tão importante.

Importância da saúde mental em tempos de coronavírus

A saúde mental das pessoas que precisam ficar em isolamento social é muito importante para que elas possam seguir as normas de restrição com tranquilidade. A falta de contato com outras pessoas faz com que o indivíduo possa sofrer efeitos negativos, como desenvolvimento de depressão e ansiedade.

Além disso, segundo a OIT (Organização Mundial do Trabalho), em estimativa realizada em julho deste ano, cerca de 400 milhões de empregos foram perdidos em todo mundo.

Na região da América Latina, quase 50 milhões de postos de trabalho em tempo integral foram perdidos. Por conta dessa situação, muitas pessoas ficaram muito abaladas com questões financeiras e precisaram recorrer a serviços de saúde mental.

Outrossim, problemas de saúde relacionados a mente também estão cada vez mais em evidência devido ao luto e o medo de contrair o vírus. O que faz com que haja uma real necessidade da prestação desse tipo de serviço médico e terapêutico.

Casos mais comuns de interrupção

A interrupção dos serviços de saúde mental, de questões neurológicas e de uso de medicamentos controlados  acontece em quase todo o mundo, sendo que é possível observar os casos mais comuns. São eles:

●      Serviços de saúde mental para pessoas vulneráveis, em escolas e postos de trabalho;

●      Serviços de aconselhamento psicológico, de redução de danos ou de manutenção para dependentes de medicamentos específicos;

●      Atendimentos de urgência para pessoas com episódios de convulsões, delírio, abstinência, entre outros; e

●      Acesso a medicamentos de uso neurológico.

Todas essas interrupções causam graves transtornos à população em geral e prejudica muito o andamento de diversos tipos de tratamentos que já tinham condições precárias antes da pandemia. Segundo a própria OMS, os países usavam em média 2% do valor destinado à saúde em serviços de apoio psicológico, e agora esse número é ainda menor.

Considerações finais

Neste momento onde os cuidados com a saúde mental são tão necessários, o investimento e a adequação dos países que sofrem com a pandemia se tornam cada vez mais importante.

É preciso verificar os benefícios que os serviços de saúde mental podem trazer à população. Como é  o caso do aumento da produtividade depois que a pandemia estiver controlada, e o bem estar que leva as pessoas a se manterem firmes nos cuidados de prevenção, fator que deve acelerar o controle da doença.

Acesse o nosso Facebook e fique por dentro de todas as postagens relacionadas ao assunto!

 

Fonte:

https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6301:covid-19-interrompe-servicos-de-saude-mental-na-maioria-dos-paises-revela-pesquisa-da-oms&Itemid=839
https://brasil.elpais.com/economia/2020-07-01/pandemia-faz-america-latina-perder-47-milhoes-de-empregos-aponta-oit.html

Assuntos relacionados: SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL