Dr. Teuto

Blog

Blog


02/10/2020 Notícias

Altos índices de transmissão da Covid-19 em jovens preocupa a OPAS

Apesar da maioria dos jovens não apresentarem sintomas graves, ainda podem ajudar a espalhar o vírus

Altos índices de transmissão da Covid-19 em jovens preocupa a OPAS

Os índices de transmissão do novo coronavírus estão cada vez maiores em todo mundo. Segundo a OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), os casos de transmissão da covid-19 estão mais elevados principalmente entre os mais jovens, chegando a 20% de novas ocorrências entre pessoas de 20 a 29 anos nos Estados Unidos.

Aqui no Brasil, o índice de contaminação subiu de 8% para 17% na cidade de São Paulo. Os números são fruto da quarta fase do inquérito epidemiológico realizado pela prefeitura da cidade, que aponta como causa do aumento a abertura do comércio e de diversos ambientes de lazer na capital.

Vulnerabilidade

Em um primeiro momento, essas taxas podem não parecer preocupantes, tendo em vista que os jovens não necessariamente estão dentro do grupo de risco, entretanto, segundo outro estudo, dessa vez publicado no Journal of Adolescent Health, os jovens também são muito suscetíveis a serem vulneráveis aos riscos da doença.

Isso ocorre, uma vez que cerca de um terço dos jovens americanos analisados no estudo, com idade de 18 a 25 anos, possuem alguma característica que aumenta a gravidade da covid-19. São elas:

●      Tabagismo;

●      Obesidade;

●      Artrite reumatoide;

●      Lúpus; entre outras.

Vacinação

Segundo a OMS, a vacina para a prevenção da covid-19 deverá sair no ano de 2021, porém os jovens só deverão ser vacinados em 2022. Dessa forma, é preciso que o hábito de se cuidar durante a pandemia se estenda por muito mais tempo do que era previsto.

Medidas para diminuir a transmissão da covid-19

Os órgãos de saúde estão cada vez mais preocupados com o aumento da transmissão da doença. Por isso, é preciso que os jovens e adultos tenham tanto cuidado quanto as pessoas idosas, pois além de poderem ter sintomas graves da doença devido aos outros fatores de risco, como a idade, ainda são facilitadores da transmissão.

Muitas pessoas, em especial os jovens, já estão trabalhando e, por apresentarem sintomas leves ou até mesmo nenhum sintoma, tornam-se transmissores ativos da doença. Assim, algumas medidas de adoção especial para esse público são:

●      Utilização de máscaras;

●      Saídas de casa apenas para o necessário;

●      Realização de protocolos de desinfecção do corpo, roupas e alimentos; entre outros.

Seguindo essas medidas a transmissão é diminuída em grande parte, sendo que em decorrência disso os casos graves e até mesmo as mortes diminuem.

Considerações Finais

Embora os jovens não sejam os mais afetados pelos sintomas e efeitos graves da covid-19, eles também precisam se cuidar, pois são um grupo com grande capacidade de transmissão.

Por isso é preciso que existam políticas públicas que auxiliam as pessoas a não precisarem sair de casa, como é o caso do auxílio emergencial. Além disso, elas devem respeitar as medidas de contenção mencionadas.

É preciso que haja a participação do governo em questões como aprimoramento de hospitais e laboratórios, mas também é preciso que cada indivíduo faça a sua parte para conter a transmissão da Covid-19.

Siga-nos no facebook para ficar por dentro de todas as nossas postagens!

 

Fonte:

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/07/17/jovens-tambem-correm-serios-riscos-se-tiverem-covid-19-afirma-estudo.htm
https://www.paho.org/pt/noticias/7-10-2020-opas-alguns-paises-mostram-picos-na-transmissao-covid-19-especialmente-entre
https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6303:opas-alguns-paises-mostram-picos-na-transmissao-de-covid-19-especialmente-entre-jovens&Itemid=812
https://valor.globo.com/mundo/noticia/2020/10/15/jovens-saudveis-podem-ser-vacinados-contra-a-covid-19-s-em-2022-diz-oms.ghtml

Assuntos relacionados: TRANSMISSÃO DA COVID-19