Dr. Teuto

Blog

Blog


24/01/2020 Medicina

Como reduzir a inadimplência de pacientes sem seu consultório médico?

Conheça formas de reduzir o número de calote dos seus pacientes.

Como reduzir a inadimplência de pacientes sem seu consultório médico?

A inadimplência de pacientes é algo recorrente em seu consultório? Esse tipo de cliente representa um enorme risco para o desenvolvimento da sua clínica. Por isso, é importante adotar estratégias para diminuir essas ocorrências.

Quando o número de pacientes inadimplentes aumenta, as preocupações profissionais também se elevam. Afinal, é o futuro da clínica que está em risco e esse quadro precisa ser revertido rapidamente. Por isso, uma gestão eficaz é sempre a melhor solução.

Preparamos um post para te dar algumas dicas sobre como reduzir a inadimplência de pacientes em sua clínica. Continue acompanhando e veja como mudar a situação do seu empreendimento. Boa leitura.

Dicas de como reduzir a inadimplência de pacientes em seu consultório médico

Práticas eficientes ajudam a reduzir a inadimplência de pacientes em seu consultório médico. Veja algumas dicas para você colocar em ação no seu negócio:

1 – Envie avisos sobre a data de pagamento

Em muitos casos, as pessoas atrasam o pagamento por esquecimento. Ou ainda, por falta de organização financeira. Porém, isso interfere negativamente no caixa do seu consultório médico, prejudicando também os seus compromissos.

Por isso, uma forma de ajudar a evitar a inadimplência de pacientes é enviar avisos sobre a data de pagamento dos boletos. Existem softwares que fazem esses disparos de forma automática. A sua função será somente fazer essa programação.

2 – Opte por formas de pagamento mais seguras

Normalmente, as clínicas permitem que o parcelamento de consultas seja feito por meio de nota promissória. Ou por outros meios não confiáveis.

Portanto, é preciso mudar a forma de cobrança e recebimento para evitar a inadimplência de pacientes. O cartão de crédito é uma excelente forma, pois as parcelas já virão inclusas nos boletos mensais do cliente, não deixando com que ele se esqueça de pagar.

3 – Controle o fluxo de caixa com ferramentas próprias

Não ter um controle de caixa eficiente pode ser bem ruim se somado a inadimplência de pacientes. Para que uma clínica tenha bons recursos financeiros, é preciso que ela saiba como está a sua saúde financeira.

O controle manual pode dar certo, porém não é o mais inteligente. Por isso, tenha o apoio de um software especializado em clínicas médicas para ter o total controle do seu caixa.

4 – Tenha um bom relacionamento com os seus pacientes

Pacientes inadimplentes precisam ser tratados muito bem. O relacionamento com eles deve ser o melhor possível para que a comunicação seja boa. Ou seja, para que o paciente não seja resistente na hora de receber uma cobrança, é preciso que você saiba como fazer essa abordagem. Tenha um atendimento acolhedor!

5 – Seja flexível com as datas

Normalmente, as pessoas não recebem na mesma data. Principalmente quem trabalha como autônomo. Por isso, seja flexível para receber os pagamentos. Existem pacientes que podem pagar no quinto dia útil, porém, tem aqueles que só podem no dia 20 de cada mês. Portanto, esteja aberto para negociar as datas de pagamento.

Além de todas essas dicas para evitar a inadimplência dos pacientes, outra é manter os cadastros atualizados. Com estratégias simples, mas eficientes, é possível eliminar esse problema da sua clínica!

Deixe seu comentário.

Assuntos relacionados: INADIMPLÊNCIA DE PACIENTES