Blog


30/07/2019 Medicina

Aprenda a fazer a gestão de prontuários médicos corretamente!

Tenha mais controle sobre os documentos da sua clínica e evite erros graves

Aprenda a fazer a gestão de prontuários médicos corretamente!

A gestão de prontuários médicos é muito importante para a segurança tanto do paciente quanto do profissional envolvidos no processo. Gerenciar um prontuário, e outros tantos documentos da área da saúde, é um enorme desafio para os profissionais da atualidade.

Nesse sentido, os hospitais, clínicas e operadoras de saúde são obrigados a garantir total segurança aos documentos. Para isso, precisam dispor de um espaço adequado para o armazenamento dessa documentação, além de buscar tornar esses processos mais rápidos e ágeis.

Para saber ao certo como realizar uma gestão de prontuários médicos de forma mais eficiente, vamos primeiramente entender o que é um prontuário médico e sua importância.

O que é um prontuário médico?

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), o prontuário médico é um “conjunto de informações, sinais e imagens geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada”.

Desse modo, esse documento é gerado após qualquer atendimento, de um cidadão civil, em algum estabelecimento relacionado à saúde, como hospitais, clínicas, postos de saúde, entre outros.

Qual a importância do prontuário médico?

O prontuário é importante pelo fato de ser uma forma de comunicação oficial entre os diversos profissionais da área da saúde, facilitando que os envolvidos consigam prescrever um diagnóstico mais preciso a respeito da condição de saúde do paciente.

Sendo um documento legal, que possui caráter sigiloso e científico, o prontuário é essencial para o atendimento ao paciente. E caso seja extraviado, é importante comunicar o ocorrido a uma unidade policial, através da abertura de um boletim de ocorrência.

Gestão de prontuários médicos: Como otimizar?

Agora que já sabemos o que é e qual a importância de um prontuário médico, vamos entender a melhor forma de otimizá-lo.

O primeiro passo é possuir um espaço físico, possibilitando o armazenamento de maneira correta. Todavia, devido à dificuldade de gerenciamento de um prontuário físico, surgiu o prontuário eletrônico do paciente.

Esse prontuário é regulado pela Câmara Técnica de Informática em Saúde do Conselho Federal de Medicina. Sendo produzido de forma digital e armazenado eletronicamente, ele pode ser acessado de diversos equipamentos pelos profissionais da área da saúde.

Como todo o sistema é protegido por criptografia, visando garantir uma maior segurança e sigilo das informações, o profissional precisa ter um nome de usuário e senha para acessá-lo.

Principais vantagens do prontuário eletrônico

A maior vantagem do prontuário eletrônico é, sem dúvidas, o ganho de espaço físico e de tempo na busca por informações sobre o paciente. Entretanto, podemos citar outras vantagens como:

  • Garantia da legibilidade das informações;
  • Maior agilidade no preenchimento do prontuário;
  • Diminuição dos riscos de erros terapêuticos ocasionados por incongruências de informações;
  • Redução do risco de danos e perdas;
  • Maior facilidade no acesso ao histórico do paciente.

Como você pode notar, a otimização através da informatização da gestão dos prontuários médicos é fundamental para garantir uma maior qualidade desse processo. Gostou deste artigo? Então não deixe de seguir nossa página no Facebook e no Instagram.

Assuntos relacionados: GESTÃO DE PRONTUÁRIOS MÉDICOS