Novidades


10/03/2017

Teuto apresenta novo EQ para o tratamento das vias respiratórias

Dilabronco, medicamento similar equivalente (EQ), possui ação broncodilatadora e expectorante; Lançamento melhora a respiração e elimina secreções, diminuindo a falta de ar

Mais um medicamento com a qualidade e confiança que a população já conhece, Dilabronco é mais um EQ do Laboratório Teuto/Pfizer. O lançamento é indicado para o tratamento de problemas respiratórios, como obstrução dos brônquios e a expectoração do muco das vias respiratórias.

Dilabronco possui ação broncodilatadora (dilatação dos brônquios), mucorreguladora (controle da quantidade de formação do muco) e expectorante (eliminação de catarro). Com isso, melhora a respiração e contribui para a diminuição da falta de ar.

"A companhia, que já comercializa o medicamento genérico à base de Acebrofilina, disponibiliza agora para o mercado farmacêutico, o medicamento similar equivalente Dilabronco, que assim como o genérico também é intercambiável com o medicamento referência, trazendo maior poder de escolha ao paciente e mais segurança e autonomia para o profissional da saúde", explica Thiago Lobo Matos, farmacêutico do setor de lançamentos do Teuto.

O medicamento, de venda sob prescrição médica, possui duas apresentações. O xarope sabor framboesa está disponível na concentração de 25mg/5mL e 50mg/5mL, em embalagem com 120mL, com copo medida de 5mL.Somente a apresentação de 25mg/5mL pode ser usada por crianças a partir de dois anos.

Medicamento Similar Equivalente (EQ) 
Por lei, em conformidade com a RDC 58/2014, os EQ’s são medicamentos intercambiáveis, ou seja, podem ser escolhidos em substituição ao medicamento de referência prescrito, com a mesma garantia e qualidade que já acontece com os genéricos resultando em maior poder de compra para o consumidor. Saiba mais sobre o portfólio de equivalentes do Laboratório Teuto/Pfizer no site .

Lançamentos: 
O Laboratório Teuto/Pfizer, que é sinônimo de qualidade e confiança a preços acessíveis, possui mais de 700 apresentações de medicamentos, entre genéricos, que representam 50% da linha, genéricos de marca (similares), MIP’s (medicamentos isentos de prescrição), linha hospitalar, fitoterápicos, suplementos alimentares, cosméticos e produtos para saúde. Nos próximos anos, está programado o lançamento de 250 novas apresentações.