Blog


10/07/2018 Medicina

Especialidades médicas: Radioterapia

Com cerca de 600 especialistas no Brasil, essa especialidade tem muitos desafios e benefícios. Conheça!

Especialidades médicas: Radioterapia

A radioterapia também é conhecida como rádio-oncologia, já que trata os tumores a partir da radiação e estuda os impactos dessa técnica sobre os cânceres e pacientes. Este estudo é relativamente antigo sendo que a primeira aplicação data de 1986, um ano após a descoberta dos Raios X.

Contudo, só alguns anos depois é que a radiação foi estudada mais a fundo até se tornar uma especialidade médica tal como é hoje.

No Brasil a Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT) é o órgão máximo da especialidade, juntamente com o Conselho Federal de Medicina. Estima-se que existam em torno de 600 rádio terapeutas devidamente cadastrados junto à entidade.

A profissão tem muitos desafios e um número pequeno de profissionais se considerarmos a demanda do mercado, mas é uma ótima área de especialização para recém-formados em medicina.

 

 

O que faz um rádio terapeuta?

O rádio terapeuta cuida dos tratamentos com radiação para diversas doenças, sendo a mais comum o câncer. Tanto tumores malignos como benignos podem ser tratados por meio da radioterapia.

Cabe a este especialista investigar como a radiação age no organismo do paciente e nas células cancerígenas. O intuito é fazer com o que o câncer regrida, mas sem causar nenhum prejuízo ou dano aos órgãos adjacentes.

O rádio terapeuta é responsável também por avaliar cada um dos casos dos pacientes e determinar a dose de radiação a ser aplicada na região. O médico rádio terapeuta também acompanha os resultados do tratamento, a regressão do tumor e possíveis efeitos colaterais.

A atuação deste profissional costuma ficar restrita a Centros Especializados no tratamento de câncer, devido a alta exigência de infraestrutura e alto valor dos equipamentos necessários para o tratamento.

Porém, isso torna a especialidade uma ótima oportunidade de carreira e com ótimos ganhos financeiros. Além disso, como não é necessário plantão nessa especialidade, os horários do profissional costumam ser mais flexíveis.

Como especializar-se em radioterapia?

Para especializar-se em radioterapia há dois caminhos básicos: residência médica ou título de especialista. No primeiro caso é possível ingressar na especialização logo após o término do curso de medicina. Já no segundo, o exame pode ser feito a qualquer momento mas é necessário comprovar experiência na área para receber o título de especialista.

A radioterapia é uma especialidade de acesso direto, ou seja, não é necessária nenhuma formação extra antes de fazer esta residência. Contudo, outras áreas da medicina podem ser úteis no dia a dia profissional, tais como: Oncologia clínica, oncologia cirúrgica, neurocirurgia, radiologia e entre outras.

Assuntos relacionados: RADIOTERAPIA, ESPECIALIDADES MÉDICAS