Blog


21/05/2018 #MeDicas

Especialidades médicas: Oftalmologia

Conheça essa especialidade médica com diversas ramificações de estudo e especializações.

Especialidades médicas: Oftalmologia

A oftalmologia é a especialidade médica responsável por garantir a saúde dos olhos do paciente, diagnosticar e tratar possíveis problemas. Estima-se que existam em torno de 17 mil especialistas em todo o Brasil, de acordo com um senso de 2014.

O órgão máximo da oftalmologia brasileira, bem como o responsável por essa especialidade médica, é o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). Cabe a esse órgão fiscalizar a profissão, oferecer treinamentos de capacitação e emitir os títulos de especialista.

O primeiro curso dessa especialidade data de 1803 e foi ministrado pela Universidade de Göttingen. Contudo, a oftalmologia já fascinava os humanos desde a civilização egípcia, o primeiro povo a estudar essa matéria.

A oftalmologia como especialidade médica possui tantas ramificações e subespecialidades, que alguns profissionais a consideram uma das maiores especialidades da medicina que conhecemos até hoje.

O que faz um médico oftalmologista?

O médico oftalmologista pode atuar no atendimento clínico dos pacientes, centros cirúrgicos ou ainda atendimentos de emergência.

Entre suas responsabilidades estão:

·      Diagnosticar e tratar doenças da visão;

·      Verificar a acuidade visual do paciente;

·      Realizar exames de refração;

·      Observação por Biomicroscopia, Tonometria e Fundoscopia;

·      Avaliação dos reflexos pupilares;

·      Análise do senso cromático;

·      Exames e tratamentos relacionados às subespecialidades (córnea, refrativa, plástica ocular, retina, glaucoma, catarata, doenças externas, lente de contato, estrabismo e uveíte.);

·      Cirurgias oculares;

·      Acompanhamento de pacientes com doenças crônicas que apresentam perda da visão ou complicações oculares;

·      Entre outras.

 

 

Por ser uma especialidade ampla, a oftalmologia também anda em conjunto com outros especialistas. É o que ocorre, por exemplo, com os pacientes que perderam a visão em decorrência de doenças crônicas, como a diabetes e a hipertensão.

Os médicos responsáveis pelas doenças crônicas acompanham o tratamento realizado pelo oftalmologista e vice-versa, de modo a garantir resultados positivos e evitar complicações futuras.

Como especializar-se em oftalmologia?

Após o curso de medicina, estimado em seis anos, o formando deve fazer uma pós graduação ou residência médica em oftalmologia. Esse curso de especialização dura em torno de três anos para a formação básica, podendo ser expandido por mais dois anos para o caso de uma subespecialização.

Outras especializações necessárias para a função são: clínica médica e a cirurgia geral. A formação completa dura em torno de 10 anos.

O formado em oftalmologia pode trabalhar em hospitais públicos através de concursos ou contratações emergenciais, clínicas especializadas, serviços de emergência, centros cirúrgicos e entre outros estabelecimentos de saúde.

Gostou de aprender mais sobre a oftalmologia? Aproveite para ler os demais posts da série especialidades médicas e receba as novidades em primeira mão no seu email. Cadastre-se em nossa Newsletter agora mesmo!