Blog


29/03/2018 Medicina

Especialidades médicas: Medicina física e reabilitação

Médico responsável pela recuperação completa do indivíduo após o trauma. Saiba mais!

Especialidades médicas: Medicina física e reabilitação

A medicina física e reabilitação, ou fisiatria, existe desde os anos 30. Entretanto, sua popularidade aumentou após a Segunda Guerra Mundial, quando essa especialidade passou a fazer parte da recuperação de soldados amputados e que sofriam de outros traumas pós-guerra.

No Brasil, ela foi devidamente reconhecida como uma residência médica em 1954, ficando sob responsabilidade da Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação (FISIATRIA). Esse órgão possui diversas sedes Estaduais, como é o caso da SPMFR.

O médico formado nessa especialidade tem por responsabilidade ajudar na recuperação do paciente após um trama e auxiliar na diminuição das sequelas.

O que faz um médico fisiatra?

As responsabilidades de um fisiatra são inúmeras e abrangem desde o atendimento clínico, até consultorias para outras equipes médicas. Contudo, sua principal função é promover a reabilitação do indivíduo após o trauma e minimizar as sequelas provocadas pela doença.

 

 

Também cabe ao médico fisiatra buscar melhorar a qualidade de vida do paciente através de tratamentos que contribuam para aumentar a independência do doente e recuperar suas capacidades psicomotoras.

Entre as patologias e complicações cuidadas por essa especialidade médica, estão:

  • Dor aguda ou crônica;
  • Mal de Parkinson;
  • Paralisia Cerebral;
  • Sequelas do Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Fraturas;
  • Amputações;
  • Esclerose Múltipla;
  • Malformações de membros e órgãos;
  • Espasticidade;
  • Traumatismos;
  • Pós cirurgia;
  • Obesidade;
  • Entre outras.

O médico especializado em medicina física e reabilitação pode atuar também como coordenador de equipe multidisciplinar. Nesse cenário, ele responde tecnicamente por todos os tratamentos sugeridos ao paciente e coordena as iniciativas de reabilitação.

Cabe a esse profissional também orientar o paciente sobre as prevenções necessárias para evitar que o quadro se agrave, bem como para contribuir com a recuperação imediata. Por isso, essa especialidade está diretamente ligada com outras áreas da medicina na maioria dos casos.

Como especializar-se em fisiatria?

O primeiro pré-requisito é cursar a graduação de medicina, sem dúvida. Depois disso o formando tem duas opções: concluir a residência médica de três anos em fisiatria, ou participar de um curso de especialização.

Para os casos de residência médica a Associação Brasileira de Fisiatria já reconhece o profissional como especialista, após o cadastro neste no órgão. Já para os casos de curso de especialização, após a conclusão, é necessário se submeter a avaliação de Título de Especialista emitido pelo órgão.

Gostou de aprender mais sobre medicina física e reabilitação? Então, não deixe de se inscrever em nossa newsletter e receber em primeira mão os demais posts das especialidades médicas.