Blog


18/01/2018 Medicina

Especialidades médicas: Hematologia

Médicos que atuam no estudo do sangue e suas patologias. Cerca de 600 profissionais atuam hoje no Brasil!

Especialidades médicas: Hematologia

A hematologia humana, ou hemoterapia, é o estudo do sangue, seus elementos e também dos órgãos responsáveis por produzi-los. O médico formado nessa especialidade médica é chamado de hematologista e pode trabalhar em atendimento clínico, ou em estudos dentro do laboratório.

A Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) é o órgão responsável por essa especialidade. Cabe a ela realizar testes anuais para certificação dos profissionais e concessão do título de Proficiência Técnica.

Segundo a relação no site da ABHH são cerca de 670 profissionais aprovados no exame de certificação e com atuação reconhecida pela Associação.

Área de atuação do hematologista

O médico formado na especialidade de hematologia diagnostica, trata e previne os problemas ligados ao sangue, hemácias e leucócitos, bem como, os órgãos ligados à produção de sangue e seus elementos, como a medula óssea, baço e linfonodos.

Entre as doenças e estudos contemplados por esse especialista, estão:

  • Anemias;
  • Hemoglobinopatias;
  • Coagulopatias;
  • Doenças hematológicas;
  • Linfomas;
  • Leucemias;
  • Distúrbios hemorrágicos;
  • Ciência da transfusão de sangue;
  • Transplante de células-tronco;
  • Exames laboratoriais como o hemograma e Mielograma;
  • Entre outros.

 

 

A hematologia também é considerada uma subespecialidade da clínica médica e ligada, diversas vezes, à oncologia e o estudo do câncer.

Além de atuar no atendimento clínico, o hematologista pode desempenhar sua função junto a laboratórios de análises clínicas, bancos de sangue, centro de estudos sobre essa matéria, entre outras áreas de atuação.

Como se formar em hematologia?

Para ter esse título, o médico hematologista deve fazer uma residência em clínica médica de até 2 anos. Posteriormente, o estudo se completa com mais uma especialização, desta vez em hematologia ou hemoterapia.

A especialização realizada pelo profissional deve ser reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), em parceria com o MEC (Ministério da Educação e Cultura). O curso total, somando a faculdade de medicina e as especializações, tende a durar em média 10 anos.

O título também pode ser conseguido através de Exame anual realizado pela ABHH de Especialista em Hematologia e Hemoterapia e Certificado de Área de Atuação em Transplante de Medula Óssea.

Os exames estão previstos nas Resoluções Nº 2.148/2016 e 2.149/2016 do Conselho Federal de Medicina (CFM) que, juntamente à Associação, regulamenta essa especialidade médica no Brasil.

A especialização nessa área também pode ser concedida a enfermeiros em hematologia e hemoterapia. Hoje tal subespecialidade conta com 195 profissionais habilitados, segundo os dados da ABHH.

Gostou de aprender mais sobre a Hematologia e a Hemoterapia? Inscreva-se em nossa newsletter para receber os demais posts sobre especialidades médicas.