Blog


19/12/2017 Medicina

Entenda a diferença entre Geriatria e Gerontologia

Entenda os principais aspectos das duas áreas da medicina que mais crescem no Brasil

Entenda a diferença entre Geriatria e Gerontologia

A população idosa mundial vem crescendo gradativamente a cada ano. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2050 o número de pessoas com 60 anos ou mais será de 2 bilhões. Com o aumento da expectativa de vida, algumas especialidades como a gerontologia e a geriatria entram em evidência. Você sabe a diferença entre elas?

            A gerontologia é a ciência que estuda especificamente os fenômenos relacionados ao processo de envelhecimento do ser humano sob os aspectos biológicos, psicológicos, sociais e outros. Os especialistas desta área atuam na prevenção, ambientação, reabilitação e cuidados paliativos. Por consistir em um estudo amplo, a gerontologia não está ligada somente a área da saúde e seus profissionais possuem as mais variadas formações (nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, entre outros), direcionando o trabalho para questões do envelhecimento humano.

            A geriatria é a área da medicina que está integrada à gerontologia e trata das doenças típicas das pessoas idosas e das consequências ocasionadas pelo envelhecimento.

A chegada da terceira idade exerce grande influência sobre a qualidade de vida dos indivíduos e traz impactos que demandam abordagens específicas e diferenciadas, assim como as crianças apresentam particularidades que são tratadas pelo médico pediatra. Por ser uma área ampla e generalista, o geriatra frequentemente atua em conjunto com uma equipe multidisciplinar no diagnóstico de doenças e na avaliação de tratamentos adequados.

O que trata o médico geriatra?

            O geriatra possui formação em clínica geral e especialização em doenças da terceira idade, sendo considerado um profissional apto a atender as mais variadas doenças desde a idade adulta, como por exemplo:

  • incontinência urinária;
  • distúrbios de memória;
  • hipertensão arterial;
  • quedas, distúrbios de equilíbrio e tonturas;
  • imobilidade (limitação física devido à doenças);

            Note que as patologias citadas acima estão relacionadas às mais diversas áreas da medicina, o que caracteriza esta especialidade como extremamente ampla e abrangente. Isto exige que o médico geriatra possua uma visão geral acerca dos grandes temas da medicina e um conhecimento aprofundado das doenças relacionadas ao processo de envelhecimento.

Não confunda!

            Apesar de serem termos parecidos e que estão interligados, é preciso estar claro que a gerontologia estuda o envelhecimento de forma global, enquanto a geriatria está especificamente relacionada ao tratamento clínico dos idosos e é feita por médicos e equipes multidisciplinares.

            O aumento significativo do número de idosos é um fenômeno atual e tem exigido uma atenção cada vez maior a estas áreas. Somente em 2009 foi fundada a Associação Brasileira de Gerontologia (ABG), que representa os graduandos, tecnólogos e bacharéis em Gerontologia. Assim, com mais estudos voltados à qualidade de vida e envelhecimento saudável, a perspectiva é poder oferecer atendimento e tratamentos mais adequados aos idosos.
 

Assuntos relacionados: diferenças, geriatria, gerontologia