Blog


10/11/2017 Dicas

Você sabe o que é a telemedicina e quais são as suas vantagens?

Atendimento médico a distância reduz custos e leva saúde aos locais remotos.

Você sabe o que é a telemedicina e quais são as suas vantagens?

Aliar a tecnologia ao setor de saúde vem sendo uma discussão muito comum entre pesquisadores, médicos e enfermeiros. Assim como em outros setores, a inteligência artificial na medicina traz muitos benefícios.

Mas a automação de processos médicos ainda está longe do ideal, sendo extremamente importante tocar nesse assunto.

A telemedicina, por sua vez, é uma das melhores frentes tecnológicas na medicina e por isso é o destaque do post de hoje. Veja o que é a telemedicina, suas vantagens e os motivos para adotá-la em sua carreira como médico ou gestor de saúde. Confira!

O que é a telemedicina?

Podemos entender como telemedicina todo procedimento médico, ou hospitalar, feito a distância. Ou seja, atendimento realizado sem que o profissional da saúde precise estar próximo ao paciente.

Essa tecnologia permite acompanhar pacientes acamados em casa, checar exames e laudos de qualquer lugar do mundo, ter acesso ao histórico ou prontuário do paciente e assim por diante.

 

 

É um avanço que se iniciou na década de 90 aqui no Brasil, mas tem se expandindo cada vez mais por causa do avanço da internet e das tecnologias digitais.

Vantagens do atendimento a distância

Que essa é uma tendência em alta nos consultórios do mundo todo ninguém duvida. Nos EUA mais de 15 milhões de pessoas receberam algum atendimento remoto em 2016, de acordo com matéria do Wall Street Journal.

Mais quais as vantagens de usar a telemedicina no atendimento médico? Veja alguns benefícios a seguir.

Diminuição de custos

Um estabelecimento não precisa ter um profissional em cada especialidade médica, gerando ônus com a folha de pagamento.

Basta compartilhar os laudos com uma rede colaborativa de médicos quando necessário, ou adquirir uma consultoria pontual nos momentos essenciais.

Sem limitação geográfica

Graças à telemedicina o atendimento médico pode chegar a qualquer lugar do mundo, mesmo em localizações mais remotas e de difícil acesso. As videoconferências, por exemplo, podem ser usadas para auxiliar médicos de cidades pequenas ou vilarejos.

Além de garantir o melhor atendimento ao paciente, os casos de morte por demora de socorro são diminuídos também. Já que o auxílio chega instantaneamente a qualquer lugar do mundo.

Menores probabilidades de erros

Tomar uma decisão importante a respeito do tratamento do paciente é desafiador para a maioria dos médicos.

Com a telemedicina a situação é outra. O profissional pode receber auxílio e opiniões sobre o seu diagnóstico, mesmo antes de começar o tratamento. Assim as chances de falha diminuem bastante.

Tecnologia e saúde combinam muito bem, e nos próximos anos essa relação estará ainda mais estreita.