Blog


13/06/2017 Tecnologias

Tendências e desafios para a inteligência artificial na medicina

A inteligência artificial na medicina tem apresentado diversos avanços, mas ainda existem desafios. Saiba em que pé andam e como tudo pode mudar no futuro.

Tendências e desafios para a inteligência artificial na medicina

A medicina é uma área complexa, tanto que é difícil para uma pessoa conhecer mais do que uma pequena parcela de todos os avanços no setor. Um dos mais relevantes atualmente está relacionado ao uso de inteligência artificial na medicina.

Essa área de pesquisa da ciência da computação busca, por meio de símbolos computacionais, gerar mecanismos ou dispositivos que reproduzem a capacidade dos seres humanos de pensar e resolver problemas. Com computadores inteligentes e capazes de armazenar e processar uma grande quantidade de dados e informações, a inteligência artificial pode ser uma grande aliada da medicina. Há esperança de criação de "médicos artificias", que auxiliem os profissionais na obtenção de diagnósticos.

Embora pareça altamente complexa, a inteligência artificial dos computadores médicos não passa de uma evolução daquela que já usamos no dia a dia, mesmo sem saber. Quando procuramos um caminho no GPS ou recebemos uma sugestão de compras em algum site, esse tipo de tecnologia é que entra em ação, cruzando uma montanha de dados e informações para chegar a resultados aparentemente simples.

 

 

Quais são as vantagens e possibilidades de adoção da inteligência artificial na medicina?

As possibilidades de uso de inteligência artificial na medicina são muitas. A gigante de tecnologia americana IBM, por exemplo, aposta em um supercomputador chamado Watson. Para torná-lo mais inteligente, a empresa adquiriu o Merge Healtcare Inc., que tem um banco de imagens médicas gigante: são mais de 30 bilhões de imagens, incluindo raios-X, tomografias e ressonâncias. A ideia da IBM é usar o acervo para treinar Watson a identificar doenças como o câncer. Veja a seguir outras vantagens da inteligência artificial na medicina:

  • Lembretes e notificações em tempo real: alguns aparelhos que possuem sistemas de inteligência artificial notificam instantaneamente modificações no estado de saúde do paciente.
  • Dados armazenados na nuvem: além de promover mais organização e segurança de informação , o risco de informações ou dados serem perdidos é mínimo, pois são recuperados graças ao sistema da nuvem.
  • Reforço no diagnóstico: esse é uma das maiores vantagens da inteligência artificial na medicina, visto que ela pode auxiliar o diagnóstico de patologias. Isso inclui interpretação e reconhecimento de laudos médicos para exames de imagem como radiografias, ressonância magnética e tomografias.
  • Auxílio na telemedicina: a telemedicina consiste no uso de tecnologias da informação e telecomunicações para o fornecimento de informação e atenção médica a pacientes ou outros profissionais de saúde à distância. Com ela, é possível analisar resultados de exames comuns e receber laudos à distância. Isso tudo é possível graças ao avanço na inteligência artificial.
  • Associação de sintomas a possíveis doenças: a inteligência artificial na medicina permite o cruzamento de dados dentro de um sistema e, com isso, alertar para possíveis doenças.

 

E quais os desafios na adoção da inteligência artificial na medicina?

Com a popularização de sistemas de inteligência artificial na medicina, cresce a preocupação com o sigilo médico. Faz sentido: em 2014, por exemplo, hackers chineses invadiram o sistema da Community Health Systems, uma rede de 158 hospitais com dados de 4,5 milhões de pacientes.

Mas já existem medidas para impedir o vazamento dos dados. Uma delas é a determinação do Conselho Federal de Medicina, que prevê, por exemplo, que o paciente não pode ser identificado no prontuário salvo na nuvem. Existe também a possibilidade de criptografia de todos os aparelhos do hospital conectados à internet.

E você, acha que o uso de inteligência artificial na medicina é promissor? Cadastre-se no Dr. Teuto e acompanhe as novidades na área!

 

Leia também:

Saiba quais são as especialidades médicas do futuro

Como planejar uma boa aposentadoria médica

Laudo Médico: como fazer corretamente

Assuntos relacionados: Inteligência Artificial