Blog


04/05/2012 Estilo de Vida

Bem-estar no ambiente de trabalho

Mesmo em situações difíceis, o médico precisa adotar meios para conservar o otimismo e demonstrar satisfação pelo que faz, pois isso refletirá diretamente no atendimento ao paciente.

Bem-estar no ambiente de trabalho

Manter uma vida saudável em meio a uma rotina tão exaustiva como a de um médico não é tarefa fácil, mesmo que seja extremamente necessário. Chegar a um consultório e encontrar um profissional desgastado e de mau humor não é nada confortador para o paciente, além de desfavorecer a credibilidade do procedimento.

Por mais que seja complicado, o médico precisa adotar meios para conservar seu bem-estar não apenas fora do trabalho. Seja no pronto-socorro, em um hospital público ou na sua clínica particular, é importante demonstrar satisfação pelo que faz, pois os benefícios dessa atitude serão refletidos diretamente no atendimento ao paciente e, consequentemente, evitarão equívocos e erros.

Então como sustentar a felicidade num ambiente tão hostil e sujeito a tantos imprevistos? O primeiro passo é criar um relacionamento amistoso com os colegas de trabalho, afinal, é com eles que o médico passa a maior parte do seu tempo. Aos tímidos e mais reservados, é hora de abrir um pouco as reservas. E que fique claro: isso não significa fazer da sua vida um livro aberto no trabalho, pois isso pode ter consequências negativas.

É claro que a estabilidade financeira é crucial para estar satisfeito com a profissão. Todavia, o médico, principalmente o recém-formado, deve ter a consciência de que a motivação pessoal é um grande passo na conquista dessa meta. Ainda que a renda não seja a almejada, isso não deve ficar evidente ao paciente e à equipe, que nada têm a ver com essa situação. 

A felicidade no trabalho também está bastante relacionada a traçar objetivos e planos para o futuro, na expectativa de sempre melhorar não apenas financeiramente. Talvez a função atual não tenha ligação nenhuma com seus valores e perspectivas, e continuar martelando no erro pode refletir diretamente na sua saúde, tanto física como mental, e isso não tem dinheiro que paga.

Em qualquer lugar de atuação, o médico também deve evidenciar suas forças e criar estratégias para diminuir suas fraquezas, sejam estas ligadas ao profissional ou às atitudes que podem interferir diretamente no seu trabalho. É necessário lembrar ainda que situações difíceis, como a falta de estrutura física para realizar suas atribuições de forma eficientes, podem ser minimizadas se o profissional demonstrar otimismo e força de vontade para vencer as adversidades.

No mais, cada um dentro dos seus limites deve incluir o bem-estar no trabalho como uma meta de vida e criar seus próprios meios para alcançar isso. Pode parecer difícil no início, mas os frutos colhidos vão muito além de uma vida financeira estável.