Blog


29/03/2011 Notícias

Dengue tipo 4: é possível evitar uma epidemia?

A infecção pelo vírus em uma pessoa que já teve a doença aumenta as chances do paciente adquirir a forma hemorrágica, que pode matar.

Dengue tipo 4: é possível evitar uma epidemia?

Se todos os anos o período chuvoso chega ao Brasil com o risco iminente de epidemia de dengue, em 2011 a atenção aos cuidados com a prevenção da doença devem ser redobrados por parte da população com o reaparecimento do vírus tipo 4, que há 28 anos não era registrado no país.

Mesmo com o alerta de que o vírus voltou a circular em agosto do ano passado, muitos casos já foram registrados pelas autoridades de saúde, números que podem aumentar já que boa parte da população brasileira, em especial crianças e jovens, não tem imunidade contra o tipo 4.

Os sintomas são os mesmos: dores de cabeça, no corpo e articulações, febre, diarreia e vômito, que devem ser tratados também da mesma forma que as outras infestações da doença, com repouso e hidratação. Mas o problema, segundo especialistas, vai além da grande suscetibilidade de um grande contingente de pessoas.

A infecção pelo vírus 4 em uma pessoa que já foi contaminada por dengue aumenta as chances do paciente adquirir a forma hemorrágica da doença, que pode matar. Isso acontece por um efeito do próprio sistema imunológico que não consegue combater o vírus.

Outro fator que deve ser levado em consideração é o clima do Brasil. Enquanto na região Sudeste a estação chuvosa está acabando, no Nordeste ela ainda nem começou, o que aumenta as dificuldades no controle e prevenção da dengue.

Tudo leva a crer que uma epidemia de dengue 4 está prestes a ser instalada no país, mas uma pergunta fica no ar: ela ainda pode ser evitada? Ou que precauções deveriam ter sido tomadas por parte do governo para afastar esse risco? Opine!

Assuntos relacionados: dengue tipo 4, dengue, saúde, prevenção